Pesquisa

CONHEÇA A RELAÇÃO ENTRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E PRODUTIVIDADE

 

Para além da expressão ‘você é o que você come’ que, na verdade, deriva de uma superstição que dizia que é possível absorver as qualidades físicas e morais de um alimento – comer uma pata de urso aumentaria a sua força, por exemplo – a alimentação influencia, sim, em diversos fatores.

Ela está relacionada ao nosso bem-estar físico e mental, pois é através da alimentação que fornecemos os nutrientes necessários para que nosso organismo desempenhe diversas funções e reações bioquímicas.

E como você deve saber, não basta apenas se alimentar. É preciso ter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes para manter o organismo em funcionamento. Priorizar uma alimentação saudável é a melhor opção, mas, você sabe o que é uma alimentação saudável?

 

A alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável é essencial para a boa saúde a fim de garantir a ingestão adequada de nutrientes, mas não existe uma receita definitiva, já que a composição exata de uma dieta equilibrada e saudável varia de acordo com as características de cada pessoa, seus hábitos alimentares, contexto cultural e os alimentos disponíveis localmente.

Entretanto, estar atento aos princípios do que constitui uma alimentação saudável já é um bom começo para garantir mais saúde e bem-estar a você. De acordo com as recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira, produzido pelo Ministério da Saúde, uma alimentação saudável deve ter como base alimentos in natura ou minimamente processados, que possuam alto valor nutritivo, grande variedade e sejam predominantemente de origem vegetal.

 

Benefícios da alimentação saudável

Como mencionamos, ter uma alimentação saudável é importante para garantir a ingestão necessária de nutrientes para manter o bom funcionamento do organismo, mas a função da alimentação vai muito além disso.

A alimentação saudável está relacionada à diversos outros fatores, como a proteção contra a má nutrição – que é o desequilíbrio entre os nutrientes de que o corpo precisa e os nutrientes que o corpo obtém –, e contra as doenças crônicas, entre elas, diabetes, câncer, doenças cardiovasculares e AVC.

Além disso, os alimentos que consumimos também interferem na imunidade, no humor, na qualidade do sono, na disposição, na regulação do intestino e no quesito mais óbvio, a manutenção do peso.

 

Alimentação e funções cognitivas

O ser humano é dotado de funções cognitivas, que são processos mentais que nos permitem desenvolver as tarefas do dia a dia – desde lembrar o caminho de casa, até a elaboração de cálculos matemáticos – e é por meio da relação entre todas essas funções que conseguimos nos desenvolver, entender o mundo e estabelecer relações.

E, assim como nossa alimentação interfere na saúde física do nosso corpo, a capacidade cognitiva pode ser influenciada pelos alimentos escolhidos para compor a dieta. Muitos estudos já demonstraram a relação entre nutrição e o bom funcionamento cerebral, observando, inclusive, a correlação entre alimentação e doenças psicológicas, como a depressão, ansiedade e demência.

De acordo com um estudo publicado na Revista Nutrición Hospitalária, ‘a nutrição adequada do cérebro, mantém a integridade estrutural do tecido nervoso, melhora a capacidade cognitiva e previne a deterioração da cognição associada ao envelhecimento’ (em tradução livre).

Ainda segundo o estudo, alimentos de baixo índice glicêmico parecem ter efeito positivo na atenção, na memória e na capacidade funcional, enquanto alimentos ricos em açúcares simples são associados à dificuldade de concentração e atenção. Além disso, o consumo excessivo de gordura saturada está relacionado à deterioração cognitiva.

A pesquisa ainda destaca a importância de dietas com a proporção adequada de ácidos graxos ômega-6:3, considerando sua influência na memória e o menor risco de dano cognitivo, enquanto a ingestão de vitaminas B1, B6, B12 e B9, D, ferro e iodo tem efeito neuroprotetor e ajuda a melhorar o rendimento intelectual.

Em resumo, uma nutrição adequada é necessária para otimizar a função cerebral e prevenir a degradação cognitiva.

 

Mas e a produtividade?

Antes de mais nada, é importante entendermos o que é produtividade. Ela está relacionada à eficiência na produção de algo, isto é, a relação entre a quantidade e qualidade das tarefas realizadas em um determinado período e os recursos utilizados durante o processo.

Mas, engana-se quem pensa que a pessoa produtiva é aquela que faz mil coisas ao mesmo tempo e está o tempo todo correndo para realizar as tarefas. Na verdade, a pessoa produtiva é aquela que sabe estruturar as tarefas, organizando-as por ordem de prioridade, disponibilidade e disposição. Ser produtivo tem a ver com planejamento: é ter a disciplina para cumprir a lista de tarefas estabelecida, pensando de maneira estratégica sobre a melhor forma de realizar cada uma delas, otimizando o tempo que será empregado.

 

Relação entre alimentação saudável e produtividade

E agora chegamos ao ponto crucial: a influência da alimentação saudável na produtividade. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), os hábitos alimentares apresentam relação direta com a produtividade, afirmação sustentada por dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que indicam que uma alimentação adequada pode elevar em até 20% a produtividade dos trabalhadores.

O resultado de um estudo da Universidade de Brigham Young, nos Estados Unidos, realizado com 20 mil trabalhadores indicou que quem tem hábitos alimentares ruins é 66% mais propenso a apresentar queda de produtividade quando comparado àqueles que optam por uma dieta saudável.

Além da produtividade, a alimentação interfere em outras funções cognitivas, como sugerem algumas outras pesquisas que demonstraram forte correlação entre o estado nutricional do trabalhador e acidentes de trabalho: a ingestão inadequada dos nutrientes pode diminuir a atenção e causar deficiência de coordenação de movimentos e de iniciativa.

Deu para entender a importância de oferecer os nutrientes necessários para o bom funcionamento do cérebro, né? Pensando nisso, listamos abaixo alguns alimentos que podem dar um boost nas suas funções cerebrais. Confira:

 

Alimentos que podem ajudar na produtividade

Confira a seguir cinco alimentos que podem ajudar a oferecer os nutrientes necessários para melhorar a sua produtividade, auxiliando o foco e a concentração e, também, aumentando os níveis de energia:

  • Chocolate amargo: tem cafeína em sua composição, que ajuda a estimular o cérebro e melhora a memória e concentração;
  • Oleaginosas: nozes, castanhas, amêndoas e similares são uma ótima opção de snack para consumir durante a jornada de trabalho, pois contém nutrientes que podem melhorar a atenção e a memória;
  • Banana: bastante benéfica para o organismo, a fruta é rica vem potássio, cálcio, ferro e magnésio, além das vitaminas A C e D, sendo um dos melhores alimentos para ajudar a melhorar a produtividade;
  • Frutas vermelhas: ajudam a estimular a memória e na coordenação motora, além de boas auxiliares na redução da fadiga e cansaço. Alguns exemplos de frutas vermelhas para inspirar você: morango, mirtilo, amoras e framboesas;
  • Café: auxilia no aumento da concentração pois possui substâncias como a cafeína e antioxidantes, mas não exagere na dose, hein? O excesso de café, assim para todos os alimentos, é prejudicial.

 

Este material tem caráter meramente informativo. Em caso de dúvidas, consulte sempre seu médico ou nutricionista.

SOBRE A APIS FLORA

Empresa pioneira no segmento de própolis e líder no mercado nacional de produtos apiterápicos e fitoterápicos (IQVIA). Nossa paixão é oferecer soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida e saúde dos nossos consumidores, a partir de ingredientes naturais, provenientes de uma gestão ética e sustentável.

Área dos comentários

*Nossa equipe avaliará seu comentário e poderá retirá-lo do site sem nenhum aviso prévio.

VEJA
Outros Conteúdos

iCAPS: TECNOLOGIA DE MICROENCAPSULAÇÃO QUE POTENCIALIZA A ABSORÇÃO DO EXTRATO DE PRÓPOLIS PELO ORGANISMO
Própolis

iCAPS: TECNOLOGIA DE MICROENCAPSULAÇÃO QUE POTENCIALIZA A ABSORÇÃO DO EXTRATO DE PRÓPOLIS PELO ORGANISMO

Nova e exclusiva tecnologia iCaps® ajuda a superar questões de biodisponibilidade apresentadas pelas formas...


Ler Mais
INVERNO: EXTRATO DE PRÓPOLIS É FORTE ALIADO NO COMBATE À REDUÇÃO DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS
Própolis

INVERNO: EXTRATO DE PRÓPOLIS É FORTE ALIADO NO COMBATE À REDUÇÃO DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS

Temperaturas mais baixas favorecem a circulação dos vírus causadores de infecções como gripes, resfriados e...


Ler Mais
PRÓPOLIS: O QUE É, BENEFÍCIOS, COMO USAR E MAIS
Própolis

PRÓPOLIS: O QUE É, BENEFÍCIOS, COMO USAR E MAIS

Aliada natural da saúde, a própolis se destaca por suas propriedades e benefícios ao sistema imunológico


Ler Mais