Pesquisa

Descrição
Do Produto

O Óleo de Peixe em cápsulas faz parte da Linha de Micronutrição da Apis Flora. É elaborado a partir de extrato de ácidos graxos poli-insaturados marinhos.

MODO DE USO: Ingerir três cápsulas ao dia.

  • Auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e normalização dos níveis de triglicerídeos

    Auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e normalização dos níveis de triglicerídeos

Informação <br><strong>Nutricional</strong>

Informação
Nutricional

Quantidade por Porção de 3,0 g (3 cápsulas) %VD(*)
Valor energético 27 Kcal = 131 kJ 1
Gorduras totais 3,0 g 5
Gorduras Saturadas 0,9 g 4
Gorduras Trans 0 g **
Gorduras Monoinsaturadas 0,6 g **
Gordura Poli-insaturada 1,5 g **
Ácido linoleico (ômega 3)   540 mg **
Ácido linolênico (ômega 6)   360 mg **
Colesterol 4,0 mg **

(*) % Valores diários de referência com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8400Kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

(**) Não contém quantidades significativas de proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans e sódio.

Lista de <br><strong>Ingredientes</strong>

Lista de
Ingredientes

Óleo de peixe (Ômega 3).
Composição da cápsula: gelatina, água purificada e umectante glicerina. 
ALÉRGICOS: CONTÉM DERIVADOS DE PEIXE.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

 Não contém glúten 

 Conservar ao abrigo da luz, calor e umidade 

 Alto teor de ômega 3

 O consumo de ácidos graxos ômega 3 auxilia na manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos, desde que associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis

 Este não é um alimento baixo ou reduzido em gorduras saturadas

 Pessoas que apresentam doenças ou alterações fisiológicas, mulheres grávidas ou amamentando (nutrizes) deverão consultar o médico antes de usar o produto

O  <br><strong> Óleo de Peixe </strong>

O
Óleo de Peixe

O óleo de peixe possui os ácidos eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA) que são ácidos graxos da família ômega-3 derivados do ambiente marinho.

As dietas ocidentais geralmente apresentam um desequilíbrio no consumo de ácidos graxos, pois são ricas em ácidos graxos n-6 e baixas em n-3, o que pode alterar a síntese dos eicosanódes (substâncias derivadas dos ácidos graxos n-3 e n-6).

As consequências desse desequilíbrio aceleram processos de envelhecimento e aumentam a probabilidade de desenvolvimento de doenças degenerativas, inflamatórias e cardiovasculares. Estudos clínicos mostraram que o óleo de peixe diminui a probabilidade de acidentes vasculares, a taxa de triglicerídeos e a pressão arterial.

Produtos
Relacionados